Dicas para utilizar corretamente o SEO em seu site

October 22, 2018

Ainda não utiliza as técnicas de SEO? Entenda do que se trata e dê uma chance a estratégia que garante mais visibilidade em rankings orgânicos dos grandes buscadores.

 

 

SEO ou Search Engine Optimization significa em português Otimização para mecanismos de busca. Apesar do nome complicado, o SEO pode ser definido como um conjunto de técnicas de otimização para sites, blogs e páginas na web. Essas otimizações visam alcançar bons rankings orgânicos em sites de busca como o Google ou o Bing, o que gera tráfego e autoridade para o seu site ou blog.

 

Toda empresa que possui presença digital e investe em Marketing Digital quer alcançar as primeiras posições nos mecanismos de busca, afinal sabe-se que quanto mais pessoas conhecerem seu negócio, maior é a chance de fazer vendas e conquistar novos clientes. Porém para atingir esse patamar é preciso ir além de possuir um site e atualizá-lo com frequência. É preciso investir em uma estratégia específica para otimizar os resultados e garantir que sua empresa chegue a um bom posicionamento.

 

●O que o SEO pode fazer por um site?

 

Ao criar uma campanha de otimização no seu site, você vai perceber que a melhora no posicionamento para as palavras-chave do seu negócio é diretamente proporcional à quantidade de acessos que sua plataforma digital vai receber, além de gerar também maior visibilidade para a marca e um retorno em conversões no site.

Existem vários tipos de objetivos em um site. Por exemplo, em um e-commerce o principal é gerar vendas. Para um blog, é preciso que os visitantes leiam seus posts. Esses objetivos ainda podem ser mais variados, como: vendas, cadastro, downloads ou até mesmo cliques em determinadas partes do site.

Independente da sua área de atuação e de seus objetivos, a otimização de seu site permitirá que chegue até ele um público segmentado de acordo com suas expectativas.

 

●Defina seu público-alvo

 

Não seria melhor começar assim: Se o seu negócio é vender livros usados, as palavras-chave empregadas na otimização não podem ser livros, best-sellers, e lançamentos – já que desse modo atrairiam todo o público de livros e não um grupo específico. Você precisa trabalhar com as palavras “livros usados”, “sebos”, “livros de segunda mão”, entre outras. Portanto, restringiria o número de acessos ao site, mas iria atrair um acesso mais qualificado, o que acaba por gerar uma experiência positiva tanto para sua empresa quanto para os usuários que encontrariam o que realmente estavam procurando.

O que define se a sua página estará ou não entre os primeiros resultados de uma busca é a relevância que você dá para a palavra-chave buscada. Portanto, o SEO trabalha, antes de tudo, a relevância de seu site, seja para o usuário que o visita (otimização interna), seja para a comunidade digital em torno dele (otimização externa).

 

●O algoritmo do Google

 

O buscador do Google basicamente tem indexado todo o conteúdo da internet

 

Como então o Google, o buscador mais popular do mundo, entende qual site é melhor? O trabalho é feito por cálculos complexos realizados através de seu algoritmo que considera uma infinidade de fatores. O que mudou com o passar dos anos foi a relevância desses fatores, como por exemplo o PageRank que antigamente era fator determinante e hoje não é mais, apesar de ainda ser muito importante.

O mercado digital teve um grande crescimento e com o Google não foi diferente, pois hoje o buscador tem como foco principal a experiência do usuário.

 

●SEO ou Links Patrocinados?

 

Os links patrocinados são uma forma mais fácil e rápida de aparecer no topo dos resultados do Google, mas essa pode ser uma escolha infinitamente mais cara do que uma boa estratégia de SEO. Além disso, quando a campanha sai do ar, o seu site some da primeira página dos buscadores instantaneamente, o que contrasta com o caráter de continuidade que a prática de SEO possui.

Com links patrocinados, o número de visitas do seu site aumenta rapidamente, mas isso não ocorre com a chance de conversão desse público. Isso porque em uma campanha de links patrocinados, por exemplo um site que vende brinquedos, pode muito bem aparecer em primeiro para a busca “diversão infantil”, se esta palavra estiver selecionada para um link patrocinado. E se o usuário que busca não estiver com a intenção de comprar nada, apenas de conhecer algumas brincadeiras para animar uma festa de criança, vai ocorrer o que chamamos de rejeição. O usuário entra no site e rapidamente verifica que ali não existe o que ele procura.

 

Já com a prática de técnicas de SEO, o site só aparecerá em primeiro para aquela palavra que ele for realmente relevante. As chances de um usuário não encontrar o que procura diminuem. Logo, aqui temos uma equação em que o número de visitas pode ser um pouco menor do que as geradas pelos links patrocinados, mas o percentual de conversões aumenta significativamente.

 

Portanto, o trabalho de SEO está fortemente relacionado à credibilidade e relevância adquirida pela sua página ou site.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Marketing digital: quem não publica não é lembrado

May 3, 2018

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo