Qual a influência das redes sociais no consumo dos usuários?

As redes sociais se transformaram na maior influência de compra do consumidor. Além disso, não só mudaram a forma de se relacionar como ainda determinam o que as pessoas consomem e compram.


Não à toa, diante desse cenário, as redes sociais são as principais ferramentas para uma estratégia eficaz de Marketing Digital. Para exemplificar, 62% dos brasileiros estão ativos nas redes sociais. São mais de 100 milhões de usuários aptos a encontrar sua marca e seu produto. Portanto, com a internet, seu público não se restringe aos limites de Cascavel, Toledo e região.



Dessa forma, são os conteúdos e as informações disponíveis nas suas páginas online que vão determinar a compra do seu cliente. Não acredita nisso? Pois saiba que as redes sociais influenciam a decisão de compra de 77% dos brasileiros. Achou pouco? Pois o Brasil não só está acima da média mundial, como também está entre os que mais se preocupam com mídias sociais.



Resultados de interação dos brasileiros com o varejo online


A mesma pesquisa ainda destaca quais as principais interações dos brasileiros com varejo na internet. As principais atividades são: descobrir marcas (43%), pesquisar retornos (feedbacks) sobre uma marca (43%), seguir marcas favoritas (39%), entre outras.


O consumo online, que já vinha crescendo significativamente antes da pandemia, hoje se tornou um hábito para 86% dos brasileiros. É o que revela a pesquisa Social Commerce, realizada pela All iN/Social Miner – que une dados de consumo, tecnologia e humanização para ajudar empresas a otimizarem seus resultados -, em parceria com a Etus e a Opinion Box.




We Are Social e o avanço do Social Commerce


O levantamento mostra que 37% fazem uma visitinha às lojas digitais pelo menos uma vez por mês em busca de ofertas, e 23% acessam a rede semanalmente para fazer compras. E como boa parte das pessoas está nas redes sociais – são 4,2 bilhões de usuários no mundo, segundo a We Are Social -, o avanço do Social Commerce, que engloba o relacionamento mais próximo com os compradores e a prática de compra e venda via redes sociais, ocorre a passos largos.


Para pesquisar itens de desejo, 76% dos consumidores já recorrem às redes sociais – 56% deles para ter acesso a avaliação de outros clientes, e 54% para comparar preços. Os clientes das classes A e B são os que mais se interessam pela experiência de compra de outras pessoas (75%), enquanto entre o público de classe C, D e E, a porcentagem fica em 65%.



A importância das avaliações


Segundo a pesquisa, 75% dos consumidores têm o hábito de avaliar lojas e marcas das quais compram, 62% fazem isso nos sites das lojas/marcas, 35% em sites como o Reclame Aqui, e 34% nas redes sociais da marca, ou nas suas próprias redes sociais (que é a opção de 26% dos respondentes). E 56% aderiram às redes sociais para pesquisar sobre produtos com o intuito de ter acesso às avaliações de outros compradores, e 67% vão direto aos comentários de outros clientes para saber como foi a experiência deles com a marca.



Diante desses números e do crescimento significativo do Social Commerce, André Patrocínio acredita que é fundamental que as empresas – incluindo pequenos produtores – percebam que Instagram, Facebook, Whatsapp, conhecidas redes de relacionamento entre amigos e familiares, se abriram e ganharam força quando o assunto é comércio, e se atentem mais a estratégias que incluam esses canais, até porque, proporcionar uma jornada omnichannel aos consumidores hoje é algo essencial, visto que 60% já consomem de forma híbrida no País.



“As redes sociais têm se mostrado uma importante vitrine – tanto para o lado positivo quanto para o negativo – e uma grande ferramenta de fidelização, tanto às grandes marcas, que conseguem dividir com os potenciais compradores a rotina de produção dos itens e serviços oferecidos, convidando-os a interagir e fazer parte desse dia a dia, quanto aos pequenos produtores e comércios locais, que conseguem divulgar seus negócios de maneira orgânica. Cabe aos varejistas investir em uma boa comunicação e uma boa experiência aos usuários para que suas qualidades sejam amplificadas por meio das redes”, afirma o CEO da Etus.


Para poder saber mais sobre Redes Sociais, gestão de marketing digital e e-commerce também, clique no botão aqui abaixo!






Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square